Reforma guitarra Giannini Supersonic

Todo mundo sonha ter uma guitarra especial, um modelo próprio só seu, fora de tudo igual que há no mercado hoje em dia, milhares e milhares de guitarras iguais, das mais baratas até as custom mais caras produzidas em série, serão iguais, lógico que uma de baixo custo não vai ser igual a uma Custom Shop em termos de qualidade, mas sim com um acabamento bem próximo, quase padronizado, talvez mesma madeira, hardware, captação etc. Sou muito procurado por que as pessoas vêem que aqui você pode customizar seu instrumento com o acabamento e som que quiser, aqui você pode. E nessas que o Enzo Mastrangelo guitar e vocal da banda The Black Witchesapareceu querendo dar uma customizada na sua Giannini Supersonic,.

DSCF2238

A guitarra já “Customizada” pelo mesmo chegou assim, um mix de amarelo e vermelho e tudo obviamente já trocado, caps, escudo, neckplate, os knobs e a ponte. O corpo assim que desmontei é o que parecia ser aquelas SS do anos 80, sendo que o braço é das mais atuais, meados de 2000 pra cá.

DSCF2246

Uma coisa que foi um grande problema foi a tinta usada antes, além de várias camadas bem grossas do que parece ser titna guache  ainda tinha o restante da cor original por baixo. Percebendo que não havia de forma alguma como lixar aquela coisa emborrachada resolvi jogar um pouco de thinner por cima e raspar, o que piorou mais a situação deixando a tinta como uma cola..

DSCF2374

Deu trabalho de verdade remover aquilo tudo, mas no final ficou tudo assim, limpo e bonito.

DSCF2387

 Muita gente perguntou como deixei a madeira assim, teve gente que chegou a não acreditar que era o mesmo corpo, a mágica toda está naquele vidro de xarope ali!

DSCF2426

 E o verniz puro já aplicado depois de todo o processo de polimento.

DSCF2487

Parece jacarandá, não?!

DSCF2484

Quer customizar sua guitarra ? Aqui você pode!

Anúncios

Geral Giannini Supersonic 1978

O fato de ser apaixonado pelos instrumentos vintage e em principal as Giannini tem feito com que me apareçam muitas por aqui. Realmente tenho um carinho especial por elas, mas deixando claro que todos os instrumentos tem sempre o mesmo cuidado e tratamento especial que essa belezinha do post de hoje e outras que já passaram por aqui. Hoje ao som do disco Ray Barbee Meets the Mattson 2 , começamos mais uma postagem.

DSCF9959
Essa sem dúvidas é uma das guitarras pela qual sou apaixonado, trata-se de uma Giannini Supersonic de 1978, a mesma citada em outra postagem, na qual falo que o mestre Lanny Gordin usou para gravar dois dos maiores discos feitos aqui no Brasil, Fatal da Gal Costa e o Gal (psicodélico ) de 1969, entre outros com Caetano e Gil por exemplo
 É uma guitarra bem versátil podendo fazer até 7 tipo ligações, nos captadores. Ponte, meio, braço, ponte + meio, meio + braço, braço + ponte e os 3 caps ao mesmo tempo.  E isso te dá um leque de opções diferente de timbre, contando com dois potenciômetros de tone e um de volume, nas posições dos médios você pode utilizar um dos tones e deixar o outro aberto, ou variar. Coisa fina pra época, não ?!

Giani
Tem gente que me pergunta como eu sei a precisão certa do ano em que as guitarras foram construídas, primeiro que já são anos trabalhando com isso, Luthieria em geral, e querendo ou não por gosto pessoal, me especializando nos Vintages. Fora que o próprio site da Giannini dispõe de um catálogo dos anos 50 até nos dias de hoje, a foto ao lado foi retirada do site, no qual data a guitarra entre 1978/1979. Logicamente a cor é diferente, mas o modelo é o mesmo. Infelizmente algumas não tinham número de série, assim como não tinha um padrão de construção, algumas guitarras eram verdadeiras preciosidades, e outras nem um pouco. Eu tive sorte de encontrar uma AE08 Stratosonic de 78 também toda original que me agrada bastante e agrada quem vem trazer seus instrumentos aqui e sempre pede pra tocar com ela.

DSCF9965

Essa por exemplo estava um pouco bem conservada, com o case original ainda. Só um pouco maltratada ao longo do tempo, altamente desregulada toda oxidada faltando um parafuso na ponte. E com esparadrapo, band aid, e um adesivo no escudo, e remover isso sem arranhar nada é uma tarefa bem chata, ainda mais uma cola que já está seca ali a anos.

DSCF9970

  Primeira coisa a fazer é desmontar tudo para limpeza geral, dar um check na elétrica, e o braço. Refiz algumas soldas e quis deixar tudo original, não quis trocar nada, limpei as trilhas dos pots e as chaves seletoras com álcool Isopropanol, depois disso separei peça por peça para remover as oxidações. O jack plate e a ponte estavam bastante oxidadas por exemplo.

DSCF9971

 Os trastes estavam nesse estado, nesse caso recomendo sempre trocar as cordas frequentemente, cordas oxidadas são ótimas para cavar esses sulcos nos trastes, e depois reclamam que pagam caro para trocar os trastes, às vezes o barato sai caro, economiza em corda, mas depois vai gastar mais com os trastes. Em alguns casos é possível sim fazer uma retífica nos trastes, mas em outros casos não dá pra salvar, esse felizmente deu. Foram todos retificados e polidos.

DSCF0109

   Os trastes depois de retificados/alinhados são todos polidos 1 a 1 para dar uma melhor acabamento e sonoridade, sim trastes limpos são importantes para uma melhor sonoridade.

DSCF0156

 Depois e tudo pronto os trastes ficaram assim, a guitarra já montada, trastes ok, foi a hora da regulagem geral.

DSCF0160

Com o case original, limpa, regulada, funcionando e pronta pra voltar pra casa e fazer seu dono feliz.