Relic também é arte.

Muita gente no mundo das cordas é apaixonado pelos vintage. Instrumentos dos anos 50, 60, 70 e até 80 são bastante cobiçados por aí, principalmente por alguns serem raridades e outros pelo visual, além é claro da questão sonora, a secagem da madeira durante os anos faz com que o som gradativamente melhore. E o mais perto que conseguimos chegar desses instrumentos vintage é através do relic, mas o que é o relic ?
O relic consiste em desgastar o instrumento em pontos específicos, geralmente onde tem mais contato com o corpo do músico, batidas acidentais, marcas da correia, etc.

 

O relic jamais deve ser feito com o Pu e mesmo com o nitro, deve se tomar alguns cuidados, e não é somente maltratar o baixo e desgastar a pintura de forma desenfreada. Há grande nomes no mundos das cordas que são especialistas em relic, como pro exemplo o grande John Cruz, Masterbuilt da Fender Custom Shop, em que seus trabalhos valem verdadeiras fortunas. Há todo um processo no relic, e como visto acima não foi respeitado. O instrumento já havia tido uma tentativa de relic, com nitro inclusive, porém com camadas muito grossas e desgastes um pouquinho além do ponto.

 

DSCN4460

O corpo havia muitas batidas e marcas, algumas bem fundas. O corpo foi muito mal lixado anteriormente e estava totalmente desnivelado, torto mesmo. Tive muito trabalho com lixas pra deixar tudo certinho, além de ter que aplicar muita massa e finalizar com um fundo epóxi que é bem resistente e cria uma camada bem grossa, suficiente pra lixar e dar forma a um instrumento novo.

 

 

Tive que fazer uma pintura nova, deixando o baixo zerado ! E a cor fiesta red ficou tão bonita que deu pena de jogar o branco por cima para fazer o relic, era só polir e montar. Depois da pintura ainda tem o verniz nitro que amarela com o tempo, mas tenho minhas técnicas pra ele amarelar em 1 dia, além de todos os pontos específicos de desgaste pra deixar tudo como um verdadeiro vintage

 

DSCN5010

O baixo, um Giannini Stratosonic construído em meados dos anos 70/80 tem uma tocabilidade incrível, tive um anos 90 e foi o meu preferido em muitos dos baixos que já passaram pelas minhas mãos, entre instrumentos caros e baratos. Contou também com a elétrica de um EMG Hz Set com blend e captadores Bartolini. Ficou uma verdadeira máquina. Moderno no som com visual vintage !

 

DSCN5014

O relic, o vintage, o velho, é fetiche pra muita gente, questão de gosto, eu sei, mas é impossível não se apaixonar por um instrumento desses.  Um relic bem feito sem parecer artificial. Relic é Arte.

Anúncios

Refinish PRS Blue fade.

Uma lindíssima guitarra modelo PRS fabricada pelo luthier Wagner Peixoto de Curitiba para o Everton Cesar, músico do grupo Molejo.  Guitarra bem construída, elétrica em perfeito estado, blindada e aterrada como se deve, com acabamento anterior em verniz nitro na parte de trás e PU (poliuretano) na frente, porém, mesmo assim sem vida, tenho certeza que não foi por descuido do dono, mas originalmente o acabamento era aquele mesmo.

DSCF9584

 Vemos que a proposta  do “faded” não rolou mesmo, e parece apenas duas cores bem divididas, além de bem desbotadas, sem vida mesmo. E uma guitarra dessas merecia um acabamento especial que vocês podem conferir no vídeo do processo abaixo.

 

Segue abaixo algumas fotos tiradas durante o processo.

 

DSCF9697
Um ponto importante é na hora de lixar o top, pois se não tomar cuidado pode deformar e tirar alguns detalhes que são parte do charme desse modelo. Mas isso a gente faz bem.

DSCN1313
Depois de removido todo o resíduo da tinta anterior, essa foi uma das partes mais legais, poder ter uma breve noção de como ficaria o top tingido da forma correta. Só deixava a gente mais ansioso, já que a cor ia realçar bem mais com o verniz.

 

DSCN1340
Vejamos aqui por exemplo, nas primeiras mãos de verniz, como a cor realçou totalmente comparada com a foto anterior. Um bom verniz e bem aplicado faz mágica!

 

collage

Detalhes após o polimento.

 

DSCN1591

Agora sim, digna de uma PRS de verdade.

DSCN1598

Se você também quer pintar, customizar, reformar, e até mesmo construir uma guitarra conosco, mande um email para nós!