Giannini GIB WG5 Act

Desde que fiz a minha primeira guitarra, o que na verdade seria um protótipo da futura Mojohands Custom Guitars. Percebi que o tipo de acabamento escolhido pra essa “primeira” terminaria virando uma espécie de marca registrada. Fiquei totalmente satisfeito e quis fazer esse acabamento outra vezes em instrumentos meus e de clientes, e não deu outra, choveu pedidos na página e por email, e apesar de não postar aqui, foi o tipo acabamento que mais fiz.

dscf4116

 

Recentemente apareceu um Bass aqui para reforma que vale muito a pena compartilhar aqui com vocês. Se trata de um Giannini GIB WG5 Act, cópia do Warwick Rockbass. uma das primeiras linhas feitas logo quando deixou de ser fabricado no Brasil e passou a ser fabricado na china e com madeiras boas.


Essa foi uma foto que o dono enviou, já que eu havia esquecido de fotografar antes.

No catálogo do site consta a data de 2001/2002  e as seguintes configurações:

Corpo :Ash
Braço :Maple
Escala :Rosewood
Marcação : White Dot
Trastes: 24 Jumbo
Ponte: Fixa
Captadores: 1 Humbucking
Controles:  1 Vol, 1 Tone, 1 Pan ( Push Pull )
Tarraxas: Blindadas
Ferragens douradas
O mais bacana de tudo é que na foto não aparece os detalhes da pintura translúcida. Mas assim que eu o peguei já tinha na cabeça ideia do que queria fazer, e o dono do baixo me deu a liberdade de escolher o acabamento.
Dessa vez estava tão animado com essa pintura que fiz até um video com alguns pequenos takes de todo o processo. Muita lixa, muita poeira, muita sujeira, verniz e muita diversão e carinho também.

Segue abaixo algumas fotos do instrumento pronto :

dscf7669

O mais legal de tudo é que o corpo é todo inteiriço em Ash com um destalhes lindos por todo o corpo que só vendo pessoalmente pra sacar. Alguns desses detalhes aparecem no bem vídeo.

 

dscf7668
E se você quer um acabamento desse tipo e dessa qualidade não pense duas vezes,  fale conosco por e-mail e passamos um orçamento para qualquer tipo de serviço.

Reforma Giannini 12 Cordas 70’s

Já faz um tempo que só me aparece instrumentos antigos para reforma de todos os tipos,, e na maioria das vezes os Giannini, que sou apaixonado e não nego. Continuem mandando ! me sinto feliz de vocês confiarem no meu trabalho, para mim é sempre uma grande satisfação e um desafio novo. Luthieria é uma terapia incrível que me mantêm nos eixos, talvez pelo fato de exigir concentração e dedicação. Hoje ao som de Mungo Jerry – In The Summertime , começamos mais uma postagem.

O instrumento da vez é um Giannini 12 cordas 1970 1, esse aqui infelizmente não está catalogado no  site oficial da marca ou não consegui encontrar no meio dos muitos outros instrumentos que vão dos anos 50 até os dias de hoje , mas com um pouco de pesquisa na net descobri que o mesmo é dos anos 70, alguns dizem ser 78/78 e até 72 a 75.  a sigla que aparece  na foto (AWG) infelizmente não encontrei no site somente AWF e outras numerações. 1/3 talvez possa ter sido o primeiro de uma série de 3, uma edição limitada talvez, já que não  encontrei nenhum no tempo em que estive com ele aqui, imagino que seja o único, caso alguém encontrar mais um desse rolando por aí fale comigo! Estou muito afim de comprar um desse, as madeiras são ótimas e tem um timbre incrível e o mais legal de tudo como sempre digo é a história que o instrumento conta. E quem não sabe também tenho as minhas preciosidades por aqui, que com calma postarei aqui.

3
Esse infelizmente sofreu uma queda e arrebentou todo, desde o tróculo até o headstock

2
 Headstock foi quebrado em 3 partes, alguns pedaços que ficaram fora da foto.

4
Braço, escala e tampo descolados. Triste !

5
Primeira coisa a fazer foi colar o que parecia mais fácil, a paleta no headstock quebrado

6
O braço e a escala precisavam ser  descolados e como a cola que usavam na época não é a mesma que algumas porcarias de hoje em dia, eram colas bem fortes, imagino que seja a famosa cola animal. O que me deu um certo trabalho pra remover.
” Quem não tem cão caça com gato !”

7
Detalhes do braço depois de descolado. Como tinha quebrado com a queda, algumas lascas já estavam soltas e terminou saindo tudo e ficando essa cagada toda, mas isso não é problema.

DSCF0096
Depois de um tempo limpando a cagada e removendo a cola antiga hora de deixar na prensa por uns dias.

9
Como tinha alguns pedaços de madeira faltando, tive que lixar e moldar mais ou menos o encaixe do braço com o head, o que se vê na foto é quase um vão de espaço vazio faltando no meio.

10
E depois de tudo a mágica feita. Ficou uma leve cicatriz ali no canto quase que imperceptível, pois foi mantido o tom original do  instrumento sem usar nenhum tipo de tingidor para madeira, apenas o verniz incolor aplicado à mão a fim de deixar o mias natural possível.

11

Instrumento pronto. Antes das cordas os trastes tiveram de ser retificados e polidos por causa do braço/escala removido, depois regulado com 6  cordas mesmo, preferência do dono!