O Profissional

 

Meu nome é Fabricio de Sousa Barbosa, atuando na arte da Luthieria desde 2011. Músico por hobby e paixão pela música, onde meu principal instrumento é a guitarra, embora  toque outros instrumentos. Luthier desde 2011, formado em uma oficina criada por uma parceria com o Rock in Rio, com Luthiers renomados do Brasil. Carlos Martau, Antônio Pedro Albuquerque e o falecido Caio Caravelli.
Um blog para músicos, amantes da música, amantes de guitarra, contra-baixo, violão, etc. Um blog para mim, meus amigos e para todos; espaço para debater, dar idéias sobre postagens, falar de música e da Luthieria em geral. Aqui postarei um pouco do meu amado trabalho e estarei à disposição de todos para tirar dúvidas.

Sejam bem vindos !

luthier1

Anúncios

14 respostas em “O Profissional

  1. Sou apaixonado por violinos, e meu sonho é ser luthier, mas na região que moro nao encontro este tipo de profissionais, ou então, encontra-se aqueles que cobre carissimo para fornecer um curso de qualidade, e eu na verdade procuro um mestre que tenha prazer de me ensinar sem me cobrar a aula… Sou músico desde os 7 anos de idade, e hoje tenho 18.. Não me considero um profissional, pois sempre aprendi a música com professores voluntarios e nunca tive interesse de me aperfeiçoar, já hoje tenho este desejo… Vi seu post sobre ajuste de cavaletes, e eu tambem faço ajustes, e é a unica coisa que posso dizer ter o prazer de fazer em relação a lutheria… Intão gostaria muito de receber um conselho seu sobre como alcançar este sonho, ser luthier de instrumentos de arco…

    Obrigado..

  2. Olá Melqui, obrigado pelo contato, seja bem vindo aqui.
    Muitos desses cursos que tem por aí, geralmente só te dão uma base inicial. O mundo da Luthieria é um mundo muito complexo e rico em detalhes, então por isso as vezes o ensino do conhecimento sai caro, por que a pessoa que ensina sabe que se não ensinar direito, o aluno ainda carrega o nome dele. Então tem que tomar muito cuidado na hora de fazer as escolhar, de ensinar, ou sair por aí se arriscando em fazer. Mesmo tendo fazendo curso, muita coisa eu aprendi sozinho, na teoria, prática, tentativa e erro. Então o conselho que dou é procurar forúns sobre o assunto, estudar bastante, usar instrumentos de amigos, ou instrumentos velhos que alguém vá jogar fora e vai treinando.

  3. ola amigo muito bom seu blog…….vale a pena eu também sonho em um dia manipular com tamanha especialidade as técnicas em madeira e cores que você manipula,parabéns………..

  4. Bom dia, Fabrício. Dei uma olhada no seu trabalho e achei muito interessante, parabéns. Porém, não vi nenhuma pedaleira entre seus trabalhos. Você faz manutenção de pedaleiras também? Novamente, parabéns pelo seu trabalho.

  5. Fabricio, muito boa tarde. É com um imenso prazer que visito seu blog e vejo as mágicas que você tem feito nos baixos e guitarras que chegam em suas mãos. Gostaria de saber como posso fazer pra deixar a minha “Metamorfose Fender Squier com braço da Fender Southern Cross anos 90” nas suas mãos. Ela precisa de uma reavivada no braço e trastes, assim como a troca do tensor (explanou a rosca, as cordas estão altas). Comprei ela de um amigo Luthier em Boa Vistaa-RR (Bira da Shop Som) e a trouxe para o RJ. Meu tel para ctt é 95 98103-8653. Se vc puder me enviar um tel pra ctt agradeço, assim poderei te mandar fotos dela pelo Whtas e até ver uma nova pintura pra minha criança (aquela cor de cimento ficou surreal !).
    Vlw!

  6. Boa noite Fabrício, eu sou Ezequiel ganhei um contra baixo stratosonic pro quando tinha 15, já vai pra 22 anos que já está comigo, gostaria de saber se e uma raridade e se pussui um valor que vale apena restaurar, não tinha muito conhecimento na época mas me disseram que seu capitador e um selection. Será que tem mais informações sobre ele?

    • Olá Ezequiel, seja bem vindo e obrigado pelo contato. Sou suspeito pra falar pois gosto muitos desses instrumentos, mas é aquela coisa, alguns vinha bons, outros nem tanto, e sim alguns bem ruins. Todos que tenho aqui são mais xodós e tenho um grande apreço por eles. Felizmente são todos ótimos. O baixo por exemplo um Stratosonic 80, não troco por nada, supre facilmente todas as minhas necessidades.
      Se possíve me envie umas fotos do seu por email que assim eu te retorno sobre o seu.

      f-sousa-barbosa@bol.com.br

  7. Parabéns pelo blog, estou começando a arte da lutheria agora e como sempre amei essa arte mais não tinha como iniciar…agora a chance apareceu e eu comecei, já fiz alguns trabalhos de regulagens de guitarras e contra baixos e ficou satisfatório podendo melhorar claro…estou com um contra da década de 70, um stratosonic modelo Fender pra dar uma geral, pintura, troca de algumas peças, trastes, tarraxas, potenciômetros e etc…mais quero fazer cursos, tanto de regulagem, quanto de fabricação e essa segunda opção é bem cara…mais tenho lido bastante matérias sobre o assunto no geral e tenho aprendido muito! Mais uma vez parabéns pelo blog e trabalho!

    • Odair, seja muitíssimo bem vindo e obrigado pelos elogios e por fazer contato. O munda da Luthieria é sem dúvidas uma coisa bem gostosa, as vezes é como uma terapia pra mim. E comecei assim, do nada, fiz curso mas muita coisa aprendi mesmo sozinho, pesquisando. Mas tem que estudar bastante antes de fazer. Boa sorte!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s