Refinish Fender reissue 1962 

 Quando se fala em guitarras, um dos primeiros nomes que se vem à cabeça é a Fender. Uma das marcas mais cobiçadas do mercado musical. E isso não é à toa.  A marca criada por Leo Fender, acompanhou toda a evolução da música desde os anos 50 e teve uma grande influência em toda essa revolução musical, sempre visando a grande qualidade em seus instrumentos. Imortalizada por grandes mestres da música como Jimi Hendrix, David Gilmour, Blackmore, Clapton, entre outros. Até hoje sendo líder de mercado com uma produção em massa de milhares de guitarras por mês, com diversas variedades de cores, estilos, e valores. O que a faz a preferida da maioria dos músicos, logo não se torna difícil encontrar uma por aí!  Mas também não é sempre que se vê uma como essa do post de hoje. Se trata de uma Fender Stratocaster Reissue Made in Japan,  uma reedição; copia fiel de uma strat 1962, checando pelo número de serie vi que a guitarra é de 84-87 ou seja, Bem mais velha do que eu ! Para o espanto de muitos leitores do blog que acreditam que eu sou um senhor, nasci em 89.

fendermontage

  A guitarra chegou nesse estado da foto. Veio toda desmontada e o dono, Paulo Servilhano, fez o capricho de separar parafuso por parafuso e enviar tudo embaladinho. Eu “montei” mesmo para tirar a foto. De cara percebe-se o estado da pintura de uma guitarra com mais de 20 e pouco anos de estrada, já toda craquelada e algumas partes descascando.

DSCF7270

  No entanto, o problema maior mesmo era esse, a escala descolando, as marcações da escala que algum momento deve ter soltado, e antes fora substituídas por uma massa branca, os trastes trocados de qualquer jeito por alguém. Dói até ver uma guitarra dessas nesse estado.

DSCF7340

A escala foi descolada e colada novamente para ficar mais segura, depois disso o raio da escala foi refeito e os trastes trocados, usei os Fender Vintage medium.

DSCF7462
Para ficar tudo ainda melhor além dos trastes, colocamos todo o hardware novo da Fender. Tarraxas Vintage, jack e jackplate, ponte Big Block e até as roldanas.

DSCF7514

  Close nos detalhes dos traste, escala e marcações.

DSCF7500

 Por último a parte mais demorada e talvez a mais complicada. Dependendo da guitarra, marca e tipo de acabamento é bem trabalhoso pra remover a pintura original. Essa apesar estar bem acabada, deu bastante trabalho pois o corpo havia algumas batidas e marcas onde foi usada muita lixa pra deixar tudo certinho e nivelado.

DSCF7507

Depois de um tempinho pesquisando consegui por um catálogo antigo da Fender, descobrir a cor original. Esse tom de vermelho é um Old Candy Aplle Red, muito bonito por sinal. O resultado final foi esse. E a guitarra ? Espetacular !

Anúncios

2 respostas em “Refinish Fender reissue 1962 

  1. muito bom, amigo em torno de quanto fica uma regulagem na guitarra, mais ajuste da escala, pois o luthier que trocou os trastos, eu acho que nao ficou perfeito, é uma ibanez af75s semi acustica, eu moro em minas fica difícil p mim sem ter noção – grato

    ________________________________

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s