Geral na Ephiphone Sg do Caverna

Eis aqui uma guitarra que o dono, quando veio trazer, chegou a achar que era uma guitarra que estaria perdida. Realmente estava um tanto maltratada, totalmente desregulada, oxidada, suja, parecendo um berimbau,  trastes gastos, alguns soltando da escala, enfim…tudo frouxo! O melhor de tudo foi o resultado fina, na guitarra foi instalado captadores novos trastes novos e regulada pra ficar cavernosa!

Foto da guitarra, assim que chegou…dá pena rs

Saca a altura do berimbal !

A foto mostra detalhes dos trastes bem gastos pela estrada aguentando muita palhetada alternada!

De início percebi o por quê da guitarra estar com as cordas tão altas, visto que a ponte estava totalmente abaixada (primeira foto). Além do braço com o tensor desregulado, o local do braço onde se junta com o corpo estava com os buracos no braço muito largos e tortos além do calibre dos parafusos.

O que tive que fazer foi tapar esses buracos, e fazer a furação novamente e desta vez no lugar certo.

Depois de alguns probleminhas resolvidos, hora dos trastes! Dunlop Jumbão 6105 e os Intruder Malagoli.

A foice e o Mart..não, pera…

Martelo e formão de leve pra dar uma facilitada no trabalho..

O formão serve pra dar uma levantada nos cantos e no caso de alguns dar uma leve “descolada” pra facilitar o trabalho com o alicate

Depois de tirar os trastes todos com cuidado, retificando a escala para dar um melhor visual e acabamento..

A escala deve ser lixada seguindo um sentido mantendo o raio da escala

Durante e depois de nivelar a escala se deve conferir pra ver se está tudo ok.

1,2,3 testando…

Depois dos trastes já colocados, resolvi pular algumas etapas. Aqui ele já sendo retificado pra garantir que está tudo na medida.

Fita crepe pra fazer o acabamento dos trastes sem pegar na escala.

Trastes finalizados, agora vamos partir para os caps.

Antes de tudo resolvi fazer aquela blindagem con tinta condutiva caseira. A “receita” se encontra aí pela net 😉

Guitarra finalizada com os novos trastes jumbos e os novos captadores regulada com cordas 0.11 afinadas em C (dó).

e como ficou ? o post ainda não terminou em breve posto mais umas fotos dela e uns videos !

Anúncios

3 respostas em “Geral na Ephiphone Sg do Caverna

  1. Pingback: Fretwork Epiphone Special 2 (Troca de trastes) | Arte & Precisão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s