Regulagem do Cavalete de um Violino

Se existe um instrumento que requer alguma sensibilidade, precisão e cuidado redobrado é o violino, tanto na hora de guardar, o verniz, que geralmente em lacca, pode rachar com o tempo se não cuidado, a alma que pode soltar com as cordas soltas, que pode ser um problemão colocar no lugar, e se colocado no lugar errado pode “danificar” o som do violino, as cravelhas sem ajuste impedindo a afinação, pestana torta, cordas altas, espelho desalinhado, entre outras coisas.

Imagem

Primeiramente devemos ajustar o cavalete de acordo com as dimensões do espelho e o tampo do violino, para isso precisaremos de um cavalete, se optar pode também comprar um novo, uma régua milimetrada e ou uma ferramenta de medidas com maior precisão, uma lixa grossa para dimensionar a madeira, o que pode variar de acordo com a madeira, e uma lixa fina para acabamento, um estilete e um lápis bem apontado ou uma lapiseira. Pode começar a treinar isso em um cavalete de baixo valor, antes de começar a usar essa técnica em cavaletes de violinos mais valiosos.

Primeiramente vamos ajustar o cavalete ao tampo do violino da seguinte forma, com a lixa grossa, escolhi uma lixa 120, com um tamanho um pouco maior do que o cavalete, apaioado sobre o tampo do violino bem na direção onde o cavalete é fixado,  lixaremos a base do cavalete com movimentos leves, com pequenas pausas para ver como está, até que a base do cavalete se encaixe perfeitamente ao tampo. O cavalete deve ficar sempre perpendicular ao tampo.

Imagem

Agora vamos ajustar a curvatura do cavalete de acordo com a curvatura do espelho. Para isso usaremos o lápis posicionado sobre o espelho, riscando o cavalete como na imagem abaixo, mantendo o lápis sempre paralelo ao espelho, para não haver erros. Reforce bem o risco.

Imagem

Faça uma pequena marca na metade da cruvatura.

Imagem

A partir desta pequena medida, faça marcas à 6mm de cada lado das marcas, e depois 12mm ao lado das marcas anteriores, acima dessas marcas faça medidas com as seguintes distãncias, corda G(sol) 3mm, corda D(ré) 2mm, corda A(lá) 1mm e corda E(mi) 0mm. As medidas podem ser modificadas de acordo com violinista, pode-se acrescentar 1mm a cada corda para ter um cavalete mais alto por exemplo. Logos depois ligue os pontos encontrados e faça uma nova linha, uma nova curvatura com as novas medidas acima da outra reforçando bem a linha.

Use o estilete para esculpir a madeira, e deixe um pouco acima da linha, para ser finalizado com a lixa grossa, lixe até a linha, lixe o lado riscado até atingir a espessura de 1 mm em cima e 4 mm embaixo, com o estilete faça pequenos sulcos onde as cordas são apoiadas, na espessura das cordas que irá utilizar.

Imagem

Use a lixa fina, 400 ou de número maior, para fazer um acabamento arredondando as quinas para uma melhor aparência, em seguida passe o lápis entre o sulcos onde são apoiadas as cordas, pois o grafite é um ótimo lubrificante, diminui o atrito, ajuda na afinação e dá longevidade à ambos. Cole um pedaço de couro fino no sulco da corda E(mi), pode ser usado pele de carneiro, cabra, mesmo material usado em caixa acústica de percussão, ou utilize um cavalete com reforço de outro tipo de madeira mais dura nesta corda.

Imagem

E aqui foto do cavalete regulado conforme o processo.

Imagem

Oservações: Este cavalete regulado neste violino não pode ser usado em outro violino, visto que as medias de cada instrumentos são sempre diferentes, então violinos diferentes, medidas diferentes. Os ajustes dos cavaletes poderão ser melhorados através da arte da escultura, precisão, cuidados e ferramentas mais precisas, portanto, com a prática este projeto poderá ser desenvolvido, tornando os resultados mais precisos.
Sempre bom conferir o posicionamento do cavalete sobre o tampo, se estiver torto pode escorregar e provocar danos no cavalete e no tampo, e provocar a queda da alma do violino.
Para trocar ou colocar cordas novas, coloque uma a uma, começando pela mais grave.Isso evita a alma cair se esta estiver pouco pressionada e facilita a re-afinação do instrumento.

Anúncios

34 respostas em “Regulagem do Cavalete de um Violino

  1. Gostei muito de aprender alguma coisa sobre violino, e como sou músico solista a muito, gostaria
    de ter certeza se daria certo fabricar violino de material reciclável.
    comunnik@hotmail.com
    obrigado………………………………Nildo Oliveira-Palhoça SC

    • Olá Nildo, obrigado por entrar em contato, seja sempre bem vindo aqui pra tirar qualquer dúvida.
      Quanto a sua dúvida, existem sim uma possibilidade infinita de criar instrumentos reciclados, com qualquer tipo de material, a música em si para mim é infinita, se pode tirar som de qualquer coisa, basta ter ouvido e musicalidade. Quanto ao violino eu nunca vi nada assim pela net, quem sabe você não possa ser o primeiro, imagina hahaha. Boa sorte na empreitada amigo.

  2. Gostaria de tirar uma duvida,sou aprendiz de violino,tenho um violino q era do meu bisavo e o cavalete tem um lado mais alto q o outro,que corda fica no lado mais alto,a Sol oi a Mi? Me ajudem por favor ,pois o cavalete saiu do lugar.

  3. Bom dia Fabrício, eu também sou aprendiz. Comprei recente um violino elétrico visando estudar a noite em casa sem incomodar o sono da família, porém tenho algumas dúvidas com relação ao cavalete do meu violino. A parte arredondada em cima onde ficam as cordas tem um altura maior da corda sol em relação a corda mi ocasionando assim em uma queda. Minha pergunta seria se realmente é comum isso?

  4. Boa tarde Fabricio muito bom seu artigo, só me resta agora uma duvida em relação ao ajuste de cavaletes.Gostaria de saber qual a altura máxima e mínima das cordas em relação ao espelho do violino ?

  5. Olá, recuperei um violino sem cordas, com alma caida, sem 2 cravelhas, sem cavalete sem botão, sem rabicho e sem estandarte, ainda não tinha lido seu texto, agora após ler seu texto achei que ficou muito bom e estou treinando. Só não tinha a idéia do lapis e as cordas ficaram uns mm mais baixas, mas na sequencia de altura certa. Muito obrigado pelas suas explicações que vão servir para que no futuro eu possa colocar um novo cavalete se necessário. Walter

  6. Boa noite, muito boa essas informações, isso deveria ser às primeiras aulas de um violinista, está de parabéns em dividir essas informações,poderia nos ensinar a regular a pestana do violino, grato.

  7. bom dia, li seu poster e gostei muito, ficou só uma dúvida, o cavalete fica solto no corpo do violino ou precisa colar e qual distancia o cavalete deve ser colocado em relacao o braço?

  8. Bom dia ótima materia, ja usei em meu instrumento e de dois amigos, todos ficaram ótimos! Vc tem como postar a localizacao ideal da alma?

  9. Ola…gostaria de saber se vc tem as medidas para viola, para q eu possa ter certeza se a altura entre as cordas e o espelho esta correta. Desde ja agradeco

  10. agradecido pelas dicas Fabricio. Estou estudando violino, iniciante ainda. Trocando as cordas a alma caiu, e na minha cidade não existe ninguém que faça estes ajustes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s