Regulagem do Tensor

 Muita gente vive me perguntando como se desempena braço, como se regula, e como se ajusta o tensor, muitos vivem com essa dúvida, e sempre achei isso uma coisa muito simples. Os principais problemas são trastejamentos em certas áreas do braço, cordas altas, afinação, etç.

 Antes de mais nada é sempre bom verificar o ajuste do tensor antes de qualquer regulagem específica. O tensor é responsável pela correção da curvatura do braço resultante da tensão do encordoamento com o tempo e serve para amenizar essa tensão, tendo consciência de que nem todo problema citado acima as vezes é por causa do tirante, um dos problemas podem ser também o calibre das cordas usadas, tipo de afinação, altura da ponte, pestanas, tarraxas…
 A verificação começa pela avaliação do empeno do braço, geralmente faço o seguinte procedimento, segurando a sexta corda na primeira casa e na décima segunda, em seguida na primeira e na última, daí já da pra ter uma noção da altura das cordas em relação ao braço, aquela leve curvatura para frente ou para trás, ou observando a o braço olhando pelo corpo em direção ao headstock, o ideal é ter tudo paralelo, mas isso varia com a condição do instrumento, uma leve curvatura pode compensar um simples trastejamento, ou uma ação mais baixa de cordas, por exemplo. Às vezes essa curvatura pode ser bem sutil então é bom treinar bastante hahaha.

                                                        Braço para trás
Imagem

 Geralmente, na maioria dos casos por causa da tenção das cordas é mais provável que o braço fique assim, envergado para trás, sendo assim o certo é apertá-lo, sempre afinando, procurando um ponto exato ou próximo disso equilibrando junto com a tensão exercida pelas cordas.

                                                       Braço para frente
  Imagem

 E quando estiver apertado ficará com essa leve curvatura para frente, estão devemos soltá-lo aos poucos, sempre afinando, até encontrar um ponto que equilibre a tensão das cordas.

 Dica importante, há quem diga que a madeira demora a acostumar com essa regulagem e as vezes termina cedendo um pouco, mas bem pouca coisa mesmo, o que também pode ser necessário para voltar os probleminhas.

 Caso essa regulagem não resolva, é bom verificar o funcionamento do tensor e as condições de movimentação das madeiras da escala e/ou do braço, e sempre usando as chaves certas para não danificar a porca do tensor.

 No caso das pontes tremolo/flutuantes, as molas também regulam a ação das cordas, então a coisa já fica mais complicada e é levado em consideração outros fatores.
 Sempre bom antes também colocar um pouco de grafite em pó, ou mesmo um pouquinho de WD para evitar a oxidação, e nunca force muitoo tensor, isso pode acabar totalmente com o braço do instrumento.

 A princípio esse é um resumo da função do tensor. Qualquer dúvida podem perguntar aqui mesmo no blog ou f-sousa-barbosa@bol.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s